ONU discute financiamento para economia verde

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Enquanto estudos são realizados, países como a China já desenvolvem projetos

Um dos pontos mais delicados do acordo climático celebrado na COP21, em Paris, começa a

andar. Trata-se do financiamento das iniciativas que vão contribuir a transição para a economia

de baixo carbono.

Para a Organização das Nações Unidas (ONU), 2016 será o “Ano do Financiamento Verde”.

Neste momento, as discussões se voltam para estudos que visam levantar quais as reais

necessidades de capital para medidas de mudança.

A China estabeleceu um grupo de estudos de Financiamento Verde no G20 para ser

copresidido pelo Banco Popular da China e pelo Banco da Inglaterra, com o PNUMA atuando

como Secretariado. Muitos outros países estão se direcionando para progressos em escala

nacional e global.

A Pesquisa do Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) relativa ao Plano de um

Sistema Financeiro Sustentável (UNEP Inquiry), está realizando dois eventos em Londres e

Washington D.C. para discutir as suas descobertas e as oportunidades históricas que se

apresentam.

Foi lançado nesta (14) em Londres, no Reino Unido, o relatório do PNUMA chamado ‘O

Sistema Financeiro que Necessitamos – Harmonização do Sistema Financeiro com o

Desenvolvimento Sustentável’.

O assunto também foi discutido nesta sexta-feira (15) em Washington D.C. nos Estados

Unidos.

Deivid Souza, com agência ONU