Por quê um site sobre sustentabilidade?

A sustentabilidade sempre foi um assunto que atraiu minha atenção. No entanto, este site e o conjunto de mídias digitais que o acompanha nasceram da vontade de abrir espaço para falarmos do assunto. Este é um ideal, mas não deixa de ser um negócio. Por este motivo, o investimento foi pensado para atender de cerca de 24% da população brasileira que tem interesse em buscar informações sobre o tema. O dado é da “Pesquisa Akatu 2012: Rumo à sociedade do bem-estar” e o que mais chamou a atenção não é o percentual, e sim o crescimento deste interesse. No levantamento anterior, feito dois anos antes, esta parcela era de 14%.

Se por um lado há interesse pelo assunto, por outro existe também um espaço considerável para ser preenchido pelos meios de comunicação.  De 2010 para 2012, aumentou fortemente (de 44% para 60%) o contingente de brasileiros que “ouviram falar” no termo sustentabilidade, segundo o levantamento em questão. Por outro lado, temos 40% que ser dizem ter ouvido falar no termo mencionado.

A pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) sobre consumo consciente revelou que os brasileiros dão nota média de 8,8 para a importância do tema consumo consciente, mas em contrapartida, apenas dois (21,8%) em cada dez brasileiros podem ser considerados consumidores plenamente conscientes. Falta de informação? Talvez. Seja a resposta sim ou não, o fato é que o assunto precisa ser discutido.

Os avanços da COP21 são significativos e começam a pavimentar o caminho para a estrada da sustentabilidade – falarei sobre o assunto em outra oportunidade –, mas este é um caminho muito extenso que não envolve apenas os aspectos superficiais do tripé: ambiental, social e econômico. Em momentos como o que o Brasil atravessa, a crise tende a abrir oportunidades, mas por outro lado haverá aqueles que decidem contingenciar investimento em práticas verdes.

Seja em qualquer momento, lugar ou situação que uma pessoa, empresa, país ou pessoa se encontre, a informação será fundamental para tomadas de decisão. Então este site foi criado para contribuir com o acompanhamento deste momento de transição.

 

Deivid Souza é jornalista, criador do Canal Sustentável