Projeto do governo federal dessaliniza água no Nordeste

ÁGUA DOCE

Deivid Souza / Foto: Paulo de Araújo – MMA

Por meio do Programa Água Doce (PAD), o governo federal já conseguiu beneficiar 100 mil pessoas com água própria para consumo humano. A iniciativa consiste em dessalinizar água em comunidades de baixa renda do semi-árido nordestino.

O PAD é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e realizado em parceria com instituições federais, estaduais, municípios e sociedade civil. O programa já chegou a dez estados e envolve 200 instituições.

Em breve, a comunidade Serrote do Meio, município cearense de Itapajé, a 140 km de Fortaleza, vai receber sistemas de dessalinização. Nessa região, serão 60 sistemas implantados em 17 municípios. Cerca de 110 mil pessoas devem ser atendidas.

INFOGRAFICO AGUA DOCE

 

Até o final do ano a meta do PAD é beneficiar 500 mil pessoas e até 2019 alcançar 1,5 milhão. Para tal estão sendo investidos R$ 240 milhões que vão contribuir para a implantação de 1.200 sistemas em 232 municípios. O estado com maior número de assistidos será a Bahia que deve ter 150 mil pessoas atendidas pelo PAD em três anos.