Retrospectiva 2016

retrospectiva-2016

Confira alguns fatos sobre a sustentabilidade em 2016 na retrospectiva do Canal Sustentável

janeiro

Para Nasa, 2015 foi o ano mais quente da história

A média da temperatura global em 2015 foi a mais alta já registrada desde o início da medição das temperaturas na superfície da Terra, em 1880. A informação foi divulgada no dia 20 de janeiro de 2016 pela Nasa e confirmada pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, que chegaram a essa conclusão em estudos independentes.

 

fevereiro

Projeto é lançado em Goiânia para diminuir geração de resíduos

Foi lançado em fevereiro o “Residência Resíduo Zero Goiânia”. A iniciativa consiste em selecionar 100 famílias para serem acompanhadas por técnicos que vão orientar os participantes a reduzirem o volume de lixo. Os participantes recebem um kit de compostagem para transformar resíduos orgânicos em adubo.

 

março

Aneel determina menos burocracia para energia renovável

A entrada em vigor, no 1º de março de 2016, da resolução normativa número 687 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem objetivo de facilitar a instalação de homologação da geração doméstica. Estes sistemas foram regulamentados no Brasil em 2012 pela resolução normativa 482. Leia notícia completa clicando aqui.

 

abril

Mudanças climáticas ameaçam saúde pública

O governo dos Estados Unidos publicou no dia 5 de abril os resultados de um estudo que conclui que as alterações climáticas terão efeitos nocivos na saúde pública da população nas próximas décadas.

Desenvolvido durante três anos por órgãos federais, o estudo mostra que no verão de 2030 serão registradas cerca de 11 mil mortes, em comparação com os números atuais, por causa do “calor extremo”, e que em 2100 o número de mortes devido às altas temperaturas chegará a 27 mil, caso não seja feito um esforço “acelerado” para conter as alterações climáticas. Leia notícia completa clicando aqui.

 

maio

Câmara discute diesel para carros leves

A liberação do diesel para carros leves esteve em pauta na Comissão Especial sobre Motores a Diesel para Veículos Leves da Câmara Federal. O retrocesso ainda ronda o País. Pela medida, o PL 1013/11, libera a fabricação e comercialização de veículos automotores leves movidos a óleo diesel, de uso rodoviário, em todo o território nacional. Notícia completa aqui.

 

junho

Preço de combustíveis fósseis ameaçam energias renováveis

Usar fontes renováveis de energia é fundamental para conter as emissões de gases do efeito estufa, mas só pensar em novas tecnologias e em políticas públicas para sua adoção não é suficiente. Segundo pesquisa publicada na versão online da revista “Nature, o preço dos combustíveis fósseis precisa colaborar.

 

julho

Fica discute produção de alimentos no Cerrado

A XVIII edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica), na Cidade de Goiás, que fica a 148 quilômetros de Goiânia, na Região Noroeste do Estado, discutiu em 2016 a produção de alimentos e a conservação do Cerrado. Notícia completa aqui.

 

agosto

Novas espécies de plantas no Cerrado

A Universidade Federal de Goiás (UFG) descobriu duas novas espécies de plantas. Nomeadas de Bacharis sp. novae e Neojobertia alboaurantiaca, as novas variedades foram encontradas no Sudoeste Goiano, durante o trabalho de campo de uma equipe de pesquisadores da Regional Jataí. Veja fotos e mais informações aqui.

 

setembro

Brasil busca desenvolvimento de energia solar inovadora

Um sistema de energia solar inédito no Brasil, que está sendo estudado como alternativa às hidrelétricas, pode ser implantado no semiárido pernambucano, no município de Petrolina, a partir deste ano. Com a ajuda de um instituto alemão, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e a Universidade Federal do Ceará (UFC) pretendem construir um projeto-piloto na cidade para testar a tecnologia heliotérmica que, ao contrário dos equipamentos solares já usados no país, pode armanezar energia para ser usada, inclusive à noite. Veja notícia completa aqui.

 

outubro

Taxa de crescimento de veículos é maior que de pessoas em Goiânia

Reportagem especial do Canal Sustentável demonstrou como a cultura do carro prejudica cidadãos afetando meio do meio ambiente, saúde e finanças.

O número de veículos nas ruas de Goiânia aumenta a uma taxa superior à da população. O crescimento amarra a velocidade dos deslocamentos, mas acelera a poluição do ar e a violência no trânsito. No ano de 2015 a taxa de incremento da população foi de 1,25%, enquanto a quantidade de carros, motocicletas e caminhões cresceu 1,55%. A população estimada de Goiânia atualmente é de 1.448.369 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os veículos somam 1.163.121 unidades e para cada novo morador que nasce ou chega a Goiânia quase um carro é colocado nas ruas. Leia notícia completa clicando aqui.

 

novembro

Acordo do Clima entra em vigor

O Acordo de Paris, mais conhecido como acordo do clima, contra a mudança do clima entrou em vigor no dia 4 de novembro de 2016. Todos os países que o ratificaram têm a tarefa de estabilizar o aquecimento global em bem menos de 2oC em relação à era pré-industrial e fazer esforços para limitá-lo a 1,5oC. Saiba mais clicando aqui.

 

dezembro

Cerrado tem 307 espécies ameaçadas de extinção

Os dados do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, divulgado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) apurou que 307 espécies do Cerrado correm risco de desaparecer. Outras 123 espécies endêmicas no Bioma correm o mesmo risco. Leia notícia completa clicando aqui.

Por Canal Sustentável